GRÃO DE AREIA

Deus,eu venho aqui te pedir
Para que não esqueça de mim
Os meus amigos se foram
Sem o senhor será o meu fim

 

Por todas estradas onde passei
Haviam flores, e um lindo jardim
Hoje pisando em pedras e espinhos
A minha vida já não e mais assim

 

De joelho de dia e de noite
Vivo pedindo o teu perdão
Depois de tantas idas e voltas
O que restou foi a solidão

 

Por favor ilumine o meu caminho
Venha me tirar dessa escuridão
Que amanhã o sol brilhe novamente
Reacendendo a chama do meu coração

 

Seguindo a vida em frente
Vejo o tempo depressa passando
Olho para o alto e imagino
O meu senhor está voltando

 

Pensando na salvação
O seu nome vivo chamando
Reconheço, sou tão pequeno
Sou um grão de areia, frente ao oceano

 

Seguindo a vida em frente
Vejo o tempo depressa passando
Olho para o alto e imagino
O meu senhor esta voltando

 

Pensando na salvação
O seu nome vivo chamando
Reconheço, sou tão pequeno
Sou um grão de areia, frente ao oceano.

 

Obra: Grão De Areia

Autor: Antonio Carlos Ramos
Nome Artístico: Tony
Email: a.carlos.ramos2011@bol.com.br
Número de Certidão de Registro: 23293506d1

Por admin